quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Do Natal...

O Natal viveu-se por cá com muita alegria e entusiasmo!

A bailarina nunca pediu nada nos Natais anteriores. Aliás nunca a incentivamos a pedir nada. Quanto muito pediu um presente, o que para ela é qualquer coisa embrulhada em papel com um laçarote. Não interessa o que lá está dentro, desde que tenha papel para rasgar, é uma menina feliz.

Este ano, no alto dos seus 3 anos e cansada de ser bombardeada com a mesma pergunta: "O que vais pedir ao pai natal?" lá se decidiu a pedir alguma coisa...

Não pediu uma boneca, não pediu um livro, nem sequer um brinquedo daqueles que dão a toda a hora na televisão [e que ela sabe de cor a músiquinha que entra logo no ouvido]... Mas quando lhe disseram que tinha de escrever ao pai natal a pedir um presente ela lá decidiu pedir um... javali.

E então foi obrigada a ouvir dezenas de vezes a mesma reação dos adultos quando ela dizia que queria um javali. Primeiro a gargalhada, a risota, depois as perguntas: "mas para que queres um javali? queres de javali de verdade, ou um de brincar? mas não podes ter um javali!" 

Enfim,... Depois de muito do mesmo, começou a não querer responder mais à pergunta e outras vezes mostrava-se envergonhada quando o dizia...

Alguém lhe sugeriu que deveria pedir antes uma barbie, e ela para grande prazer dos adultos lá começou a pedir um javali e uma barbie. Assim, acabavam as perguntas e pronto! Nem sei se ela sabia bem o que era uma barbie. LOL

No natal, lá recebeu um javali para pintar, mas não ficou nada entusiasmada com aquilo, porque o que ela queria mesmo era um de verdade para brincar com ele no jardim como brinca com os cães e como brinca com o nosso ouriço cacheiro... Não fosse ele notívago, brincariam mais ainda!

A todos os que por cá ainda tem a paciência de passar, mesmo quando as novidades são poucas e ocasionais: 

Um feliz 2016!!!! 

Beijinhos da mamã e da bailarina :*



1 comentário:

  1. Que coisa mais engraçada. Nós os adultos é que não entendemos nada.

    ResponderEliminar